Correio do Povo: Desembargadora arranca lágrima e aplauso

Publicada em 10/03/2010.

Discurso emocionado de Maria Berenice Dias lembrou difícil trajetória da mulher na magistratura e os preconceitos na profissão. 

A primeira mulher a ocupar o posto de desembargadora no Rio Grande do Sul, Maria Berenice Dias, tomou posse ontem à tarde em uma concorrida solenidade no Tribunal de Justiça do Estado (TJE). O público, formado em sua maioria por mulheres, lotou a sala de sessões. Em um discurso emocionado, a desembargadora lembrou a difícil trajetória da mulher na magistratura gaúcha e os preconceitos enfrentados na profissão. Arrancou lágrimas e aplausos ao mencionar os 4 votos contrários e as 3 abstenções na escolha de seu nome para o cargo. ?Só entendo a resistência como discriminatória à minha condição feminina e ao fato de ser independente e ter posições assumidas?, declarou.

A cerimônia foi prestigiada por diversas autoridades entre elas a senadora Emília Fernandes e a reitora da Ufrgs, Wrana Panizzi. Estavam presentes 42 dos 53 desembargadores do TJE. O presidente do tribunal Adroaldo Furtado Fabrício, saudou a nova colega, ressaltando a crescente participação feminina no Poder Judiciário e o pioneirismo da desembargadora. Maria Berenice foi a primeira mulher a ingressar na magistratura do Estado, em 1973. O procurador-geral da Justiça, Voltaire de Lima Moraes, e a conselheira federal da OAB, Cléa Anna Maria Carpi da Rocha, também discursaram.

Maria Berenice salientou o duplo ineditismo de sua posse, pelo fato de ser mulher e por representar a terceira geração de sua família a ocupar uma vaga no TJE, onde já atuaram o avô e o pai. Aos 49 anos de idade, a desembargadora é formada em Direito pela Ufrgs e mestre em Processo Civil pela PUC. Com destacada atuação no movimento de mulheres, Maria Berenice preside a Associação Brasileira das Mulheres de Carreira Jurídica/RS e é conselheira consultiva do Conselho Estadual dos Direitos das Mulheres. Foi responsável também pela criação do JusMulher, serviço de atendimento jurídico e psicológico gratuito.

 

Fonte: 29 de outubro de 1996 ? Correio do Povo ? pág. 7 ? Porto Alegre-RS

Copyright 2017. Maria Berenice Dias

Maria