ABC Geral: Tribunal de Justiça tem primeira desembargadora

Publicada em 10/03/2010.

Maria Berenice Dias é a primeira mulher a conquistar o posto no Estado

Porto Alegre ? A juíza do Tribunal de Alçada, Maria Berenice Dias, 49 anos, toma posse nesta segunda-feira, às 14h, como a primeira mulher gaúcha a conquistar o posto de desembargadora do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul. Presidente da Associação Brasileira de Mulheres de Carreira Jurídica (ABMCJ), Maria Berenicelevanta sua bandeira pela igualdade de direitos e credita ao próprio Judiciário parte da responsabilidade pelos crimes domésticos. Com uma trajetória de pioneirismo na magistratura iniciada há 23 anos, ela reivindica publicamente os direitos femininos e se orgulha de já ter aberto caminho para outras mulheres no Judiciário. 
 
A nova desembargadora defende mudanças na legislação brasileira que considera falha em alguns aspectos. ?Tem havido algumas mudanças na lei. Algumas benéficas outras não. A criação dos Juizados Especiais Criminais veio prejudicar a mulher porque esvazia as Delegacias e as obriga a se expor perante o juiz e o marido?, critica.

CARREIRA ? A carreira de Maria Berenice na magistratura iniciou em 1972. Desde então, acumula cargos e funções e, hoje, desdobra-se para ser mãe de três filhos, professora nas escolas superiores de Magistratura, Ministério Público e no Instituto dos Advogados e, ainda coordenadora do Jornal Mulher, única publicação do gênero dirigida às mulheres de carreira jurídica.

Sobre as barreiras que foi derrubando ao longo dos anos, Maria Berenice é clara. ?Havia uma certa discriminação por parte dos colegas e do próprio Tribunal de Justiça. Tanto que, até hoje, nenhuma mulher havia chegado ao cargo de desembargadora. Essa vaga eu considero uma grande conquista e a abertura de mais espaço para todas as mulheres?, lembra.

Presidindo a Associação Brasileira de Mulheres de Carreira Jurídica no Estado, entidade que congrega 220 associadas, Maria Berenice foi responsável pela criação do JusMulher, um serviço gratuito oferecido a mulheres carentes e prestado pelas próprias associadas. ?Minha idéia é continuar com todas as atividades. Acho que vai ser possível?.

 

Fonte: 27 de outubro de 1996 ? ABC Geral

Copyright 2017. Maria Berenice Dias

Maria