Formatura do Curso de Direito da Ulbra 2007/1

Publicado em 10/03/2010

Discurso proferido na solenidade de formatura do Curso de Direito da ULBRA ? CANOAS, dia 06 de outubro de 2007.

Hoje o dia é de vocês!

Não haverá nunca outro igual.

Este é o momento em que estão realizando um sonho que dependeu só de vocês.

É o coroamento de anos de sacrifícios, de desânimo, noites mal dormidas, famílias abandonadas, festas perdidas.

Mas tudo, tudo valeu muito a pena.

Por isso, o momento não é para discursos,

É uma noite de festa.

Mas eu não poderia deixar de dizer o quanto me sensibiliza ser a patronesse da turma.

E, no churrasco de confraternização, ao dizer-lhe da minha emoção, que é muito maior, porque afinal, não sou professora de vocês.

Ouvi uma frase que nunca mais na vida vou esquecer:

- que eu não era professora de vocês mas que vocês eram meus alunos, aprenderam muito comigo.

Nossa, uma frase dessas vale uma vida.

Nem sei se alguém tem noção do que significa saber que daqui para a frente vocês vão se identificar com o meu nome, serão sempre os alunos da turma Desembargadora Maria Berenice Dias.

E, já que vão levar o meu nome, por favor, levem os meus sonhos.

Os transformem em realidade.

Nunca esqueçam que somos a última esperança.

De uma gente sofrida, marginalizada,

Das minorias excluídas,

Das mulheres maltratadas, violadas,

Das crianças violentadas.

Façam a justiça que nós não conseguimos,

Não soubemos fazer,

Por medo, por preconceito, por despreparo, por desatenção...

O fato é que não somos a justiça que a sociedade merece:

Uma justiça com sensibilidade para ver os problemas sociais,

Uma justiça que saiba respeitar a dignidade da pessoa humana.

Por isso, por favor, resgatem a imagem da nossa justiça, façam o povo acreditar em nós.

É por tudo isso que lhes peço, que lhes imploro,

E que esta seja a missão da vida de vocês:

Arranquem a venda da justiça!

Copyright 2017. Maria Berenice Dias

Maria